Lygia Bojunga

Lygia com 1 ano de idade

Lygia com 1 ano de idade, na cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, onde nasceu e viveu sua primeira infância.

Ao completar 8 anos, sua família se mudou para o Rio de Janeiro, "... ao nos mudarmos para o Rio, fomos morar em Copacabana e eu logo me entreguei ao mar, à praia e à vida do bairro de tal maneira que parecia até que o planeta Terra tinha um só nome: Copacabana".

 

Com 9 anos, exibindo uma fantasia de cigana criada por ela mesma. ("... quando criança e adolescente eu adorava brincar carnaval e criar as minhas próprias fantasias...").

Ao completar 8 anos

Aos 19 anos

Aos 19 anos, tomada pela paixão do teatro.

Logo após ser escolhida para estrelar a peça inicial do Teatro Duse, criado por Paschoal Carlos Magno (o fundador do Teatro do Estudante no Brasil), Lygia foi contratada para a companhia profissional Os Artistas Unidos.


Com Fernanda Montenegro, Henriette Morineau e Laura Suarez, entre outros.

Com Fernanda Montenegro, Henriette Morineau e Laura Suarez, entre outros, numa peça encenada por Os Artistas Unidos.


Aos 21 anos

Aos 21 anos, por ocasião do seu primeiro casamento.


10 anos escrevendo para rádio e televisão...

Após abandonar sua carreira de atriz, Lygia passou 10 anos escrevendo para rádio e televisão. "... naquele tempo escrever/criar personagens era, pra mim, uma forma de sobreviver e de poder construir a casa que eu queria pra morar (a Boa Liga); só depois, quando eu abracei a literatura, é que eu me dei conta que escrever/criar personagens era muito mais que um jeito de sobreviver: era – e agora sim! – o jeito de viver que eu, realmente, queria pra mim."


Aos 33 anos Lygia foi morar "lá no fim de um vale, nas montanhas do Estado do Rio: tinha chegado a hora de viver agarrada com a natureza".

Tempos depois ela fundava, junto com seu segundo marido, "um inglês ótimo que o acaso fez bater naqueles verdes", uma pequena escola rural chamada TOCA, que os dois mantiveram durante 5 anos.

Lygia e Peter

Lygia e Peter nessa época.


Em 1982 Lygia se mudou para a Inglaterra; "foi lá que eu compreendi por inteiro que o escritor é cidadão da sua língua; comecei então a alternar o meu tempo de Londres com o meu tempo de Rio; mas não ouvir a minha língua foi ficando uma penalidade cada vez maior, então fui esticando cada vez mais o meu tempo de Rio, e agora, com a casa que eu criei pros meus personagens, quer dizer, com a editora, o meu tempo lá em Londres ainda se reduziu muito mais."


O banco do descanso O pub

O banco do descanso, em Hampstead Heath – o espaço londrino em cujas trilhas a autora costuma andar. O pub, onde muitas vezes Lygia almoça, vizinho ao seu estúdio, o "Crow's Nest".


Em junho de 2002

"Em 1988 eu tive uma coisa que, disseram, era uma recaída teatral": Lygia escreveu e apresentou o monólogo Livro em palcos de bibliotecas, universidades e espaços culturais do Brasil afora e também no exterior, iniciando então uma nova etapa de seu trabalho e uma nova maneira de aprofundar sua relação com o livro - um projeto que ela chamou de As Mambembadas.

Ao longo da década de 90 Lygia desenvolveu mais três trabalhos dentro do projeto d'As Mambembadas, onde buscou juntar seus dois eus: a atriz e a escritora. Levou para o palco o livro de sua autoria Fazendo Ana Paz, representando os sete personagens da história; depois, escreveu e encenou De cara com a Lygia e Depoimento, ambos voltados para a teatralização do fazer literário. E de novo mambembou com essas apresentações intermitentes – feitas da maneira mais artesanal possível – pelo Brasil afora.

Em junho de 2002, na ocasião do lançamento de Retratos de Carolina – o livro de estréia da editora Casa Lygia Bojunga – a autora apresentou para o público o seu mais recente trabalho teatral: A entrevista, onde, durante mais de um hora, "dialoga" com um entrevistador invisível. Mais um solo da autora, "... minha trilha no palco é tão solitária quanto o ato da escrita..."


Peter registrou Lygia junto ao mar...

Quando a Casa iniciou a produção de Retratos de Carolina, a câmera de Peter registrou Lygia junto ao mar – exatamente no local onde, no livro, Lygia se despede de Carolina.


Silvana Marques captou Lygia na platéia com as flores comemorativas...

Também em junho de 2002 a CAL (Casa das Artes de Laranjeiras) convidou Lygia para a representação teatral de Os colegas, comemorando os 30 anos de publicação daquele primeiro livro da autora. A câmera de Silvana Marques captou Lygia na platéia, com as flores comemorativas que a autora levou para sua casa acobertada por um livro: símbolo de uma pequena editora que se propõe guardiã dos personagens de Lygia Bojunga.


Em 26 de maio de 2004, Lygia Bojunga recebeu da Princesa Victoria, da Suécia, o prêmio ALMA (Astrid Lindgren Memorial Award), o maior prêmio internacional jamais instituído em prol da literatura para crianças e jovens.

Lygia recebendo o Prêmio ALMA (Astrid Lindgren Memorial Award), em maio de 2004

Lygia recebendo o prêmio.


  

Discurso de agradecimento de Lygia durante a cerimônia da entrega do prêmio.



Também em 2004 Lygia recebeu o prêmio FAZ DIFERENÇA
(Personalidade Literária do ano)



Lygia e Peter (Rio, março de 2007)



Lygia e a embaixadora da Suécia, Margareta Winberg,
cortando a fita inaugural da exposição Astrid Lindgren,
durante o 9º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens.



Lygia, no 9º Salão do Livro FNLIJ 2007,
falando para seus leitores.

 

Lygia com uma turma de crianças do Instituto Lecca – Lapa/RJ,
que vieram conhecer o projeto
"Um novo nicho pra Santa".
Março/2008

 

 

  

Em conversa com o público, durante a primeira FLIST - Festa Literária de Santa Teresa, realizada em maio de 2009.

 

 

Lygia, por ocasião da homenagem que recebeu durante o
Congresso Iberoamericano de Língua e Literatura Infantil e Juvenil,
em Santiago do Chile – fevereiro de 2010.

 

Ordem do Mérito Cultural - OMC 2011
Lygia recebendo a medalha das mãos do prefeito de Recife, João da Costa, durante a solenidade, no Teatro Santa Isabel.

 

Lygia e sua amiga e ex-editora (J.O.) Maria Amélia Mello
na Casa de Santa Teresa.
Novembro de 2012

Foto: Maria Lucia Lima

Lygia entre o escritor Luiz Raul Machado
e a homenageada da FLIST 2013 -
Festa Literária de Santa Teresa
,
Ana Maria Machado.

Maio de 2013.

Foto da festa comemorativa de 10 anos do projeto Paiol de Histórias.

Fotos comemorativas dos 84 anos de Lygia Bojunga.

 



homepagea casa | a fundação | retratos biográficos | LIVRO - a troca | opiniões | prêmios
obras da autora  | como comprar | imprensa


Casa Lygia Bojunga - Rio de Janeiro - www.casalygiabojunga.com.br
tel.:(21)2222-0266 - lbojunga@ig.com.br

 
z