Prêmios

1971

 

Prêmio INL (Instituto Nacional do Livro) – Os colegas – Ed. José Olympio;

1973

 

Prêmio Jabuti – Os colegas – Ed. José Olympio;

1974

 

Lista de Honra – International Board on Books for Young People (IBBY) – Os colegas – Ed. José Olympio;

1975

 

O Melhor para a Criança – FNLIJ – Angélica – Ed. AGIR;

1976

 

O Melhor para a Criança – FNLIJ – Os colegas – Ed. AGIR;

1978

 

O Melhor para o Jovem – FNLIJ – A casa da madrinha – Ed. AGIR;

1978

 

Lista de Honra – IBBY – Os colegas – Ed. AGIR;

1979

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Corda bamba – Ed. AGIR;

1980

 

Altamente Recomendável para tradução nos países-membros da Organização Internacional para o Livro Infantil e juvenil, por sua obra;

1980

 

Grande Prêmio APCA (Críticos Autorais) – O sofá estampado – Ed. José Olympio;

1980

 

O Melhor para o Jovem – FNLIJ – O sofá estampado – Ed. José Olympio;

1982

 

Prêmio HANS CHRISTIAN ANDERSEN – IBBY (pelo conjunto de sua obra) – o mais tradicional prêmio internacional de literatura para crianças e jovens;

1982

 

Prêmio Bienal Banco Noroeste de Literatura Infantil e Juvenil – O sofá estampado – Ed. José Olympio;

1985

 

Prêmio literário O Flautista de Hamelin – A casa da madrinha – Ed. AGIR – outorgado pela cidade de Hamelin, Alemanha;

1985

 

Prêmio Os Melhores para a Juventude – A casa da madrinha – Ed. AGIR – concedido pelo Senado de Berlim;

1985

 

Prêmio Molière (Teatro) – O Pintor – Ed. AGIR;

1985

 

O Melhor para o Jovem – FNLIJ – Tchau – Ed. AGIR;

1986

 

Prêmio Mambembe de Teatro: O Pintor – Ed. AGIR;

1987

 

Seleção dos melhores livros da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique – Tchau – Ed. AGIR;

1990

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Nós Três – Ed. AGIR;

1992

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Fazendo Ana Paz – Ed. AGIR;

1992

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Paisagem – Ed. AGIR;

1993

 

Prêmio Jabuti – Câmara Brasileira do Livro (CBL) – Fazendo Ana Paz – Ed. AGIR;

1993

 

Prêmio White Ravens – Fazendo Ana Paz – Ed. AGIR;

1996

Prêmio Orígenes Lessa – Hors Concours – FNLIJ – O abraço – Ed. AGIR;

1996

Prêmio Orígenes Lessa – Hors Concours – FNLIJ – Seis vezes Lucas – Ed. AGIR;

1996

Altamente Recomendável – FNLIJ – O abraço – Ed. AGIR;

1996

Altamente Recomendável – FNLIJ – Seis vezes Lucas – Ed. AGIR;

1997

Prêmio Jabuti – Câmara Brasileira do Livro (CBL) – Seis vezes Lucas – Ed. AGIR;

1997

UBE (União Brasileira de Escritores) – Prêmio Adolfo Aizen – O abraço– Ed. AGIR;

1999

Altamente Recomendável – FNLIJ – O Rio e eu – Ed. Salamandra;

1999

Prêmio Orígenes Lessa – Hors Concours – O Melhor para o Jovem – FNLIJ – A cama – Ed. AGIR;

2000

 

Prêmio Júlia Lopes de Almeida – Hors Concours – União Brasileira de Escritores – UBE – A cama – Ed. AGIR;

2002

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Retratos de Carolina– Ed. Casa Lygia Bojunga;

2004

 

ALMA – Astrid Lindgren Memorial Award (pelo conjunto de sua obra) – o maior prêmio internacional jamais instituído em prol da literatura para crianças e jovens, criado pelo governo da Suécia;

2004

 

Prêmio FAZ DIFERENÇA ( personalidade literária do ano ) - O GLOBO

2007

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Aula de inglês – Ed. Casa Lygia Bojunga;

2007

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Sapato de salto – Ed. Casa Lygia Bojunga;

2010

 

Altamente Recomendável para o Jovem – FNLIJ – Querida – Ed. Casa Lygia Bojunga;




homepage  | a casa | a fundação | retratos biográficos | LIVRO - a troca | opiniões | prêmios
obras da autora | como comprar | imprensa


Casa Lygia Bojunga - Rio de Janeiro - www.casalygiabojunga.com.br
tel.:(21)2222-0266 - lbojunga@ig.com.br

 
z